Correto, porém não vem ao caso. Não estamos falando de maus Papas e sim de ‘papas’ não católicos, não trata-se de julgar pecados morais de papas e sim atentados contra a fé, pecados contra a fé. Os pecados contra a fé (como heresia ou apostasia), se são atos públicos, tornam uma pessoa não-católica e, portanto, inapta a manter ofícios na Igreja Católica. Uma explicação mais ampla pode ser adquirida aqui.